O bronzeamento da pele nada mais é do que uma reação de defesa do organismo contra a agressão que é provocada pela radiação. Mas, mesmo no Brasil, onde temos um verão bem forte, há pessoas que procuram pelo bronzeamento artificial, principalmente por achar que ele não apresenta riscos, o que é um engano. A propaganda usada para vender o bronzeado artificial seguro fala em uso da radiação ultravioleta A nas camas de bronzeamento. Mas a verdade é que tanto a radiação UVA quanto a UVB produzem efeitos adversos. Além disso, as máquinas não dispõem de radiômetros para avaliação da irradiação usada. Assim, nunca se saberá se ultrapassam os limites toleráveis. Sem falar que os operadores não têm conhecimentos sobre os efeitos nocivos da radiação. Resumindo: não se deixe levar por modismos. Aposte em opções mais seguras, como cremes autobronzeadores, por exemplo. Converse com seu dermatologista sobre proteção solar e não ponha sua saúde em risco.