Tratamentos

Abdominoplastia

Em tempos de valorização extrema da “barriga negativa”, a abdominoplastia está em alta. O procedimento remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado. A cirurgia é grande aliada nos casos em que exercício físico e controle de peso não são suficientes para que o objetivo da barriga chapada seja alcançado. Mesmo pessoas com peso corporal e proporção normais podem desenvolver um abdômen protruído, frouxo e flácido. Está indicada especialmente para mulheres que tiveram filhos, pois a gestação, além de distender a pele e os músculos abdominais, pode promover um acúmulo de gordura nesta região, que geralmente não é eliminado com dietas ou exercícios físicos. Normalmente, é realizada em pacientes acima de 30 anos.
A abdominoplastia geralmente inicia-se com lipoaspiração para remover a gordura localizada no abdômen e flancos, delineando a cintura e melhorando o contorno corporal. Logo após, faz-se uma incisão arqueada, acima dos pelos pubianos, que é maior ou menor, na dependência do excesso de pele infraumbilical. Através dessa incisão, é corrigida a frouxidão da musculatura da parede e removidos os excessos de pele e gordura da parte inferior do abdômen. Em pacientes com grandes excessos de pele, uma segunda incisão deve ser realizada ao redor do umbigo. As estrias localizadas abaixo do umbigo, muito comuns nestes pacientes, são removidas junto com os excessos de pele.